RSS

Dia Nacional do Escritor

25 jul

escritor
es.cri.tor
sm (lat scriptore) 1 O que escreve. 2 Autor de composições de qualquer gênero literário. Col: plêiade. 3 gír de motoristas Motorista que “escreve”, que dirige mudando de direção, perturbando os que vêm atrás. E. de pulso: escritor de grande talento.
Michaelis – Moderno Dicionário da Língua Portuguesa

Houve um tempo em que cheguei a pensar que não poderia me considerar um escritor. Afinal, a maior parte do que escrevi foram livros de RPG e há puristas por aí que consideram literatura somente os clássicos produzidos sob extensas e duras regras. Mas se o próprio dicionário me faculta classificar a mim mesmo como escritor, quem sou eu para discordar…

E hoje, 25 de julho, é dia do escritor! Não sei o porquê da data. Não me preocupei em pesquisar. Hoje é domingo! Mas sei que é uma data não para se comemorar, mas sim para homenagear os escritores de todo o país.

Trilhar o caminho das letras no Brasil nunca foi tarefa das mais fáceis. Vivemos num país em que, até bem pouco tempo, tinha maioria analfabeta e que, mesmo hoje, tem alfabetizados incapazes de compreender, de verdade, o que lêem. Associado a isso, temos um povo que nunca preservou o costume de ler. Para a maior parte dos brasileiros ler sempre foi uma obrigação chata e não um lazer. E mesmo diante de campanhas para incentivar a leitura, o quadro parece não melhorar. Ao contrário, com a inserção de novas mídias, a tendência é piorar.

E é isso que torna a vida dos escritores tão triste. Verdadeiros escritores não querem fama, não querem fortunas, não querem ver suas obras convertidas em celulóide (se é que ainda existe celulóide). Escritores querem ser lidos! A maior satisfação de alguém que escreve qualquer coisa é saber que um outro alguém leu as palavras que depositou sobre o papel, a tela do computador, o muro, o pergaminho etc. Afinal, a razão de ser de um texto, qualquer que seja ele, o motivo de sua existência, é passar do suporte em que foi inserido para os neurônios de quem o contempla. E ali, imerso na imensidão de memórias e devaneios do leitor, tornar-se algo realmente vivo.

Coincidentemente este é o post número 100 da Toca do Cuty. É a minha singela homenagem a todos aqueles que dedicam momentos de solidão à conexão de letras e palavras que formam infinitas formas de expressão, pensamentos, devaneios, ensaios, romances, aventuras e desventuras, na esperança de, por algum modo, espraiar um pouco de seus “eus” através da escrita. O maior presente que um escritor pode esperar no seu dia são novos leitores. Portanto, leiam! 🙂

Post Scriptum:

O que eu escrevo? Atualmente estou trabalhando na continuação da linha Vikings: Guerreiros do Norte (mais informações aqui e aqui) e no romance provisoriamente batizado de Ouro e Sangue (mais informações aqui). Já escrevi: Crepúsculo (atualmente na 3a ediçã0), Liber Des Ritae, Veneza: Cidade dos Pombos, Guia dos NPCs, Vikings: Midgard, Vikings: Reinos de Pedra, Nos Olhos de Remo: dos Vinhedos aos Cafezais, Laranjal do Jari: RPG na Amazônia e palpito sempre neste blog que você acessa agora.

Gostou desse texto, então deve gostar também de ‘Dia Nacional do Livro‘.

Atualização (26/07/2010): passei um bom tempo na Saraiva ontem e percebi outro problema da literatura no Brasil… Livro em nosso país ainda é muito caro! 😦

Anúncios
 
1 comentário

Publicado por em julho 25, 2010 em Devaneios, Opinião

 

Tags: , , ,

Uma resposta para “Dia Nacional do Escritor

  1. Juliana Pires

    julho 25, 2010 at 9:30 pm

    Parabéns a todos os escritores pelo seu dia

     

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: