RSS

Oasis de Sanidade

03 jun

Eu e minha prancha, a distância… a velocidade…
Nada disso importa.
Não tenho um destino.
Vou para onde os ventos do acaso me levarem.
Eu conheci a precipitada exaltação da vitória
e a dor torturante da derrota.
Mas jamais poderei deixar de buscar,
um oásis de sanidade nesse deserto de loucura
que os homens chamam de Terra.
Pois o pior de todos os destinos,
nestes incontáveis mundos e infinitas estrelas,
é ser eternamente sozinho.
(Surfista Prateado)

Anúncios
 
Deixe um comentário

Publicado por em junho 3, 2007 em Inutilidades

 

Tags: , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: